Posts Em Destaque

Projeto "Católicos voltem para casa".

18/08/2017

1/2
Please reload

 

 

Em sua etimologia, vocação tem origem no verbo latino “vocare” que significa chamar ou chamamento  e, em se considerando o seu aspecto religioso,  podemos entender que é  o chamamento de Deus para viver e realizar seu projeto de amor.

 

Paulo disse aos gálatas: "logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim" (Gálatas 2:20). Ser crucificado com Cristo significa que nossa velha natureza foi pregada na cruz e substituída por uma nova natureza que é de Cristo (2 Coríntios 5:17).

 

A vida da igreja acontece de forma dinâmica, participativa e transformadora, graças a atuação do Espírito Santo que vem suscitando diferentes modalidades evangelizadoras  desde as primeiras comunidades cristãs. Partilhar, servir a Igreja , atuar comunitariamente, requer pessoas dedicadas a promover uma feliz continuidade.

 

O plano de Deus se realiza na igreja através de um chamamento divino que lentamente conduz  o fiel em direção a sua missão. Surge assim a consciência da cidadania permeada pela fé e pela vida que dá significação a obra e produz  missionários de Jesus, trabalhadores que direcionam suas forças a fim de que todos alcancem  a vida eterna em Cristo.

 

Quando uma batizado percebe de forma clara a importância de servir a vida, se vê tomado por dons enquanto é  impulsionado em direção  ao alto, em direção a luz de Deus. Por sua vez, a  comunidade longe de se manter inerte , acolhe os vocacionados, fornecendo meios para sua formação e engajamento de forma aos capacitar a vencer os desafios que estão por vir,  com liberdade e alegria.

 

Vocação é um conceito amplo, então, uns optarão pelo matrimônio, pela Vida Consagrada ou pelo Lacaito, enquanto outros pelo Sacerdócio Ordenado, mas o certo, é que  na jornada pela busca da Salvação somos corresponsáveis,  devemos auxiliar uns aos outros, seguir em uníssono ,  porque todos fazemos parte do Corpo Místico de Cristo¹.

 

Para a Igreja ,  ministério do Sacerdócio Ordenado é de suma importância. Nos dizeres de Santo Agostinho é, "amoris officium (In Iohannis Evangelium Tractatus", 123,5), é o ofício do bom pastor, que oferece a sua vida pelas ovelhas (cf. Jo 10,14-15). O Bom Pastor, conhecendo cada uma das suas ovelhas, as conduzia a cada momento. Deste modo, o sacerdote é chamado a saber guiar as pessoas que Deus confia, direta ou indiretamente, ao seu ministério sacerdotal.  Escrevia São Gregório Magno: “A arte de guiar as almas é a arte das artes”. Diante do grande bem que é um pastor, segundo o coração de Deus, podia afirmar São "Cura d´Ars": “Um bom pastor, um pastor de acordo com o coração de Deus, é o maior tesouro que o bom Deus pode conceder a uma paróquia, e um dos dons mais preciosos da misericórdia divina”.

 

 

Nota:

 

1 - "Corpus Mysticum", Corpo Místico de Cristo ou mais genericamente Corpo de Cristo é o nome dado à igreja fundada por Jesus Cristo. Este nome apareceu na Bíblia, sendo utilizado por São Paulo em I Coríntios 12:12-14, em que Paulo descreve a Igreja como o corpo de Jesus Cristo, sendo o próprio Cristo a Cabeça. A Igreja Católica afirma ser única e verdadeira Igreja de Cristo, "como sociedade constituída e organizada no mundo. Assim sendo, os fiéis através da fé em Cristo e do sacramento do Batismo são partes da Igreja e membros deste Corpo único, místico, inquebrável e divino, cuja cabeça invisível e divina é o próprio Cristo.

 

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Corpus_Mysticum

https://www.comshalom.org/sacerdote-um-homem-de-deus-e-para-os-outros-2/

 

Share on Facebook
Please reload

Posts Recentes

09/02/2020