Posts Em Destaque

Projeto "Católicos voltem para casa".

18/08/2017

1/2
Please reload

Núcleo Santo Agostinho do Barreiro, Belo Horizonte – MG, vive a revitalização da Fraternidade Agostinana Leiga.

 

 

 

Apesar dos muitos percalços vividos na  história da Igreja, o Cristianismo continua sendo a maior força espiritual da humanidade. Isto só  pode ser  explicado pela graça de Deus que  atuou  através de alguns homens que se sabiam investidos de uma missão, e a cumpriram.

 

Semelhante graça pode ser testemunhada através da  revitalização do Núcleo da  Fraternidade Agostiniana Leiga, Santo Agostinho, do Barreiro, que agora se fortalece  apascentada pelo Frei Anderson Domingues.  Sob os auspício da ordem de Santo Agostinho, Leigos e Clérigos  compartilham da mesma motivação ao servirem à construção do Reino de Deus.

 

Conforme já proferido no  Concílio Vaticano II na Constituição Lumen Gentium, os leigos “são chamados por Deus para contribuir, como fermento, para a santificação do mundo, no exercício das suas tarefas, guiados pelo espírito evangélico e assim manifestam Cristo aos que com eles convivem, principalmente com o testemunho de sua vida e com o fulgor de sua fé, esperança e caridade” (...) “Os leigos estão particularmente chamados a tornar presente e operante a Igreja nos lugares e condições onde ela não pode ser sal da terra senão através deles”.

 

Felizmente, os Agostinianos Leigos ao enfrentarem os desafios de serem fermento para santificação,  podem contar com o norte da espiritualidade, da teologia e da filosofia do Bispo de Hipona,  para seguirem com determinação e inquietude cada vez maiores, em direção ao encontro com Cristo, nosso Senhor e Salvador.

 

 

 

Vós sois a luz do mundo. Não pode ocultar-se

uma cidade situada sobre um monte; nem se

acende uma candeia para a colocar debaixo

do alqueire, mas no candelabro, a fim de que

dê luz a todos os que estão em casa. Assim

brilhe a vossa luz diante dos homens, para que,

vendo as vossas boas obras, glorifiquem

o vosso Pai que está nos Céus (Mt 5, 14-16).

 

 

Álbum:

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Posts Recentes