Buscar
  • Fraternidade Agostiniana Leiga Núcleo Nossa Senhora das Graças

ENCONTRO - 26/04/2019 : Pobreza e Riqueza em Santo Agostinho. O mundo em que Agostinho viveu.​ Pales


“As províncias romanas foram consideradas o “celeiro de Roma” por sua abundante riqueza agrícola (extensos campos de cereais, olivais e vinhedos). Dispunha-se ainda de bons canteiros de mármore e contava-se com uma abundante indústria têxtil”. A despeito de tal fato, o que se via era uma elevada concentração de riquezas que contrastava fortemente com as condições de vida da população. A mão de obra era constituída por escravos e colonos mal pagos e a estes, faltavam meios de subsistirem com dignidade, restando-lhes tão somente a extrema pobreza.


Este encontro abordou a injustiça e desigualdade social vigente à época e o entendimento de Santo Agostinho sobre este problema tão antigo e ao mesmo tempo tão atual. Deteve-se também, em apresentar o cenário caótico que se instaurara no Império que declinava em meio as invasões dos povos bárbaros.


Saiba um pouco mais assistindo a apresentação de slides do encontro clicando aqui.



Álbum






Posts Recentes