Nosso Deus é um Deus que salva


68


(67)


1 [Ao maestro do coro. Salmo de Davi. Cântico.]


2 Deus se levanta! Seus inimigos se dispersam, fogem diante dele os que o odeiam.


3 Como se dissipa a fumaça, tu os dispersas; com se derrete a cera diante do fogo, perecem os
ímpios diante de Deus.


4 Os justos, porém, se alegram, exultam diante de Deus e cantam de alegria.


5 Cantai a Deus, cantai hinos a seu nome, aplanai a estrada para o que cavalga as nuvens;
“Senhor” é o seu nome, alegrai-vos diante dele.


6 Pai dos órfãos e defensor das viúvas, assim é Deus na sua santa morada.


7 Aos desprezados Deus dá uma casa para morar, faz sair com alegria os prisioneiros; mas os
rebeldes ele deixa em terra seca.


8 Deus, quando saíste à frente do teu povo, quando atravessaste o deserto,


9 a terra tremeu, o céu dissolveu-se diante do Deus do Sinai, diante de Deus, o Deus de Israel.


10 Derramaste uma chuva torrencial, ó Deus, fortaleceste a tua herança exausta.


11 E teu povo habitou o país que no teu amor, ó Deus, preparaste para o pobre.


12 O Senhor anuncia uma notícia, as mensageiras de vitória são uma grande fileira:


13 “Fogem os reis, fogem os exércitos, até as mulheres repartem os despojos.


14 Enquanto dormis entre os rebanhos, brilham como a prata as asas da pomba, suas penas
têm reflexos dourados”.


15 Quando o Onipotente expulsava os reis caía neve sobre o Salmon.

16 Monte de Deus é o monte de Basã, monte elevado é o monte de Basã.


17 Por que tendes inveja, montes elevados, do monte que Deus escolheu para morar? O
Senhor vai morar nele sempre.


18 Os carros de Deus são milhares e milhares; o Senhor vem do Sinai para o santuário.


19 Subiste às alturas conduzindo prisioneiros, recebeste homens como tributo; mesmo os
rebeldes habitarão junto ao Senhor Deus.


20 Bendito o Senhor para sempre, cuida de nós o Deus salvador.


21 Nosso Deus é um Deus que salva, é Deus, o Senhor, que livra da morte.


22 Sim, Deus esmaga a cabeça de seus inimigos, a cabeça soberba de quem segue o caminho
do crime.


23 Disse o Senhor: “De Basã vou trazê-los de volta, vou trazê-los de volta dos abismos do
mar.


24 para que laves no sangue teu pé e a língua de teus cães receba sua parte entre os inimigos”.


25 Surge o teu cortejo, ó Deus, o cortejo do meu Deus, do meu rei, no santuário:


26 na frente os cantores, por último os que tocam cítaras, no meio as meninas batendo
címbalos.


27 “Bendizei a Deus nas vossas assembléias, bendizei ao Senhor, vós da estirpe de Israel”.


28 Benjamim, o mais novo, guia os chefes de Judá nas suas fileiras, os chefes de Zabulon, os
chefes de Neftali.


29 Manifesta, ó Deus, o teu poder, confirma, ó Deus, o que fizeste por nós,


30 pelo teu templo que está em Jerusalém. A ti os reis vão trazer ofertas.


31 Ameaça a fera dos caniços, o rebanho de touros com os bezerros dos povos: prostrem-se,
levando lingotes de prata. Dispersa os povos que gostam de guerras!


32 Virão os nobres do Egito, a Etiópia estenderá as mãos para Deus.


33 Reinos da terra, cantai a Deus, cantai hinos ao Senhor;


34 ele cavalga os céus, os céus eternos, eis que troveja com voz forte.


35 Reconhecei o poder de Deus, a sua majestade sobre Israel, seu poder sobre as nuvens.


36 Do seu santuário Deus é terrível, o Deus de Israel dá força e vigor a seu povo, bendito seja
Deus!

S A L M O S

SOBRE NÓS

Somos Católicos Agostinianos Leigos, integrantes do  Núcleo Nossa Senhora das Graças - Rio de Janeiro - RJ -  Paróquia Nossa Senhora das Graças - Vicariato Nossa Senhora  da Consolação do Brasil

LOCALIZAÇÃO

Rua Capitão Rubens, 55 - Marechal Hermes  - Rio de Janeiro - RJ – Brasil

CONECTE-SE
  • Grey Instagram Icon

Instagram

Acesse também pelo

seu dispositivo móvel

© 2017 por Fraternidade Agostiniana Leiga - Núcleo Nossa Senhora das Graças - ARS