Ó Deus, protege-me do mal!


64


(63)


1 [Ao maestro do coro. Salmo de Davi.]


2 Ouve, ó Deus, o clamor do meu lamento, do terror do inimigo preserva a minha vida.


3 Protege-me da conjura dos ímpios, do tumulto dos maus.


4 Afiam sua língua como espada, lançam como flechas palavras amargas


5 para ferir às ocultas o inocente; atacam de surpresa, sem nada temer.


6 Obstinam-se nos seus planos perversos, entram em acordo para esconder armadilhas,
dizendo: “Quem as poderá ver?”


7 Meditam a iniqüidade, escondem o que tramaram; impenetrável é o homem, seu coração é
um abismo.


8 Mas Deus os fere com suas flechas: de repente são atingidos,


9 sua própria língua é a causa da sua ruína; Todos ao vê-los, menearão a cabeça.


10 Então todos serão dominados pelo temor, anunciarão as obras de Deus e entenderão o que
ele fez.

11 O justo se alegrará no Senhor e nele colocará sua esperança, e disso vão gloriar-se os retos
de coração.

S A L M O S

SOBRE NÓS

Somos Católicos Agostinianos Leigos, integrantes do  Núcleo Nossa Senhora das Graças - Rio de Janeiro - RJ -  Paróquia Nossa Senhora das Graças - Vicariato Nossa Senhora  da Consolação do Brasil

LOCALIZAÇÃO

Rua Capitão Rubens, 55 - Marechal Hermes  - Rio de Janeiro - RJ – Brasil

CONECTE-SE
  • Grey Instagram Icon

Instagram

Acesse também pelo

seu dispositivo móvel

© 2017 por Fraternidade Agostiniana Leiga - Núcleo Nossa Senhora das Graças - ARS