Deus virá em meu auxílio


54


(53)


1 [Ao maestro do coro. Com instrumentos de corda. Poema de Davi.]


2 Quando os zifeus vieram dizer a Saul: “Por acaso Davi não está escondido entre nós?”]


3 Deus, pelo teu nome, salva-me, pelo teu poder faze-me justiça;


4 Deus, ouve a minha oração, presta ouvidos às palavras da minha boca.


5 Pois levantaram-se contra mim os arrogantes e os violentos espreitam a minha vida, sem se
importar com Deus.


6 Eis que Deus virá em meu auxílio, o Senhor sustenta a minha vida.


7 Volta o mal sobre meus adversários, aniquila-os na tua fidelidade.


8 De todo coração vou te oferecer um sacrifício, o sacrifício de louvor a teu nome, Senhor,
porque és bom;


9 porque de toda angústia me livraste e permitiste a meu olhar desafiar meus inimigos.

S A L M O S