LIVRO II (SALMOS 42-72)

A minha alma tem sede de Deus


42


(41)


1 [Ao maestro do coro. Poema. Dos filhos de Coré.]


2 Como a corça deseja as águas correntes, assim a minha alma anseia por ti, ó Deus.


3 A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo: quando hei de ir ver a face de Deus?


4 As lágrimas são meu pão dia e noite, enquanto me repetem o dia inteiro:“Onde está teu
Deus?”


5 Disto me lembro e meu coração se aflige: quando eu passava junto à tenda admirável, rumo
à casa de Deus, entre cantos de alegria e de louvor de uma multidão em festa.


6 Por que estás triste, minh’alma? por que gemes dentro de mim? Espera em Deus, ainda
poderei louvá-lo, a ele, que é a salvação do meu rosto e meu Deus.


7 Em mim se abate a minha alma; por isso de ti me recordo na terra do Jordão e do Hermon,
no monte Misar.


8 Um abismo chama outro abismo, ao fragor das tuas cascatas; as tuas vagas e ondas todas
passaram sobre mim.


9 De dia o Senhor me dá sua graça, de noite elevo a ele meu canto, minha prece ao Deus da
minha vida.


10 Digo a Deus, minha defesa: “Por que me esqueceste? Por que ando triste, oprimido pelo
inimigo?”


11 Pelo insulto dos meus adversários estão quebrados meus ossos; enquanto me repetem o dia
inteiro: “Onde está teu Deus?”


12 Por que estás triste, minha alma? por que gemes dentro de mim? Espera em Deus, ainda
poderei louvá-lo, a ele, que é a salvação do meu rosto, o meu Deus.
Deus é a minha alegria

S A L M O S

SOBRE NÓS

Somos Católicos Agostinianos Leigos, integrantes do  Núcleo Nossa Senhora das Graças - Rio de Janeiro - RJ -  Paróquia Nossa Senhora das Graças - Província  Nossa Senhora  da Consolação do Brasil

LOCALIZAÇÃO

Rua Capitão Rubens, 55 - Marechal Hermes  - Rio de Janeiro - RJ – Brasil

CONECTE-SE
  • Grey Instagram Icon

Instagram

Acesse também pelo

seu dispositivo móvel

© 2017 por Fraternidade Agostiniana Leiga - Núcleo Nossa Senhora das Graças - ARS