O Senhor abençoa o justo

5

1 Ao maestro do coro. Com flautas. Salmo de Davi.


2 Escuta, Senhor, as minhas palavras, atende a meu clamor;


3 fica atento à voz da minha prece, meu Rei e meu Deus.


4 Pois a ti suplico, Senhor, já de manhã ouves a minha voz, bem cedo te invoco e fico
esperando.


5 Pois não és um Deus que gosta da maldade; o mau não encontra em ti acolhida;


6 os insolentes não agüentam ficar na tua presença.


7 Odeias todos os que fazem o mal, destróis os que falam mentira. O Senhor abomina quem derrama sangue ou comete fraude.


8 Eu, porém, confiado na tua grande piedade entro em tua casa, me prostro diante do teu santo templo no teu temor.


9 Senhor, guia-me na tua justiça, por causa dos meus inimigos aplana à minha frente teu caminho.


10 Pois não existe na boca deles sinceridade, seu coração é perverso, sua garganta é um sepulcro aberto, usam a língua para adular.


11 Castiga-os, ó Deus! Que fracassem seus planos, em razão de seus muitos crimes rejeita-os, já que se revoltam contra ti.


12 Mas que se alegrem todos os que em ti se refugiam, exultem para sempre; Tu os proteges e em ti se rejubilem os que amam o teu nome.


13 Pois abençoas o justo, ó Senhor; como um escudo o cobre tua bondade.

S A L M O S

MOMENTO ORACIONAL AGOSTINIANO

(SALMO 5)

 

EU ME PROSTREI NO TEMPLO SANTO

           Este salmo chama a nossa atenção para a humildade do fiel servo de Deus. Sua voz fala em nome de todo o corpo de Cristo. Lembramo-nos de que, nos salmos, devemos ouvir, não a voz isolada de um homem em oração, mas a voz de todos os que formam o corpo de Cristo.

          Como todos os homens se reuniram num único corpo, um único homem fala aqui. Tomados em si mesmos, eles são inumeráveis; naquele que é uno, não são mais do que um. Esse corpo único é também o templo de Deus de que fala o Apóstolo: “Pois o templo de Deus é santo e esse templo sois vós” (1Cor3,17). Vós, isto é, todos os que crêem em Cristo com uma fé que conduz ao amor.

 

          Pois crer em Cristo é também amá-lo. Todos os que crêem dessa maneira são as pedras vivas que constroem o templo de Deus; são a madeira incorruptível da arca da salvação, imunizar contra o dilúvio. É nesse templo, ou seja, nos homens que compõem que Deus acolhe a oração e a atende.

          Orar no templo de Deus é orar na comunhão da Igreja, na unidade do corpo de Cristo. O corpo de Cristo é constituído por todos os fiéis do universo; e ele é atendido porque ora nesse templo. Quem ora na comunhão da Igreja, na qual se realiza a figura do antigo templo, ora em espírito e em verdade. É a voz desse templo novo que ouvimos aqui.

ORAÇÃO

Senhor, tua casa é a Igreja. Abre-a a todas as nações, a fim de que, a partir da terra inteira, eleve-se a oração de todos os que se unem num único Messias, nosso Senhor, por todos os séculos dos séculos. Amém.

 

 

Bibliografia:

HAMMAN, A. G. Os Salmos com Santo Agostinho, São Paulo, 1992.

SOBRE NÓS

Somos Católicos Agostinianos Leigos, integrantes do  Núcleo Nossa Senhora das Graças - Rio de Janeiro - RJ -  Paróquia Nossa Senhora das Graças - Província  Nossa Senhora  da Consolação do Brasil

LOCALIZAÇÃO

Rua Capitão Rubens, 55 - Marechal Hermes  - Rio de Janeiro - RJ – Brasil

CONECTE-SE
  • Grey Instagram Icon

Instagram

Acesse também pelo

seu dispositivo móvel

© 2017 por Fraternidade Agostiniana Leiga - Núcleo Nossa Senhora das Graças - ARS